Aviso aos navegantes:

"Aqui a casa é ventilada, o coração é quente e as vontades têm a temperatura exata para os sonhos."
Fique à vontade, leve um pouco de mim, deixe um pouco de você. Comente!

Para todos os amores.... 16.04.2014


SABER AMAR

Há os que:
Amam loucamente mas não sabem amar.
Amam um pouco mas não sabem amar.
Não amam mas sabem amar.
Amam e sabem amar.
Sabem de amor porém não sabem amar.
Sabem amar porém não sabem de amor.
Amam e sabem de amor, só não sabem amar.
Amam e não sabem de amor, porém sabem amar.
Amam e não sabem de amor e não sabem amar.
Não amam, sabem de amor e não sabem amar.
Não amam, não sabem de amor mas sabem amar.
Não amam, não sabem de amor e não sabem amar.
Amam, sabem de amor e sabem amar.
E por aí começa a confusão da relação amorosa.
Se tudo fosse: _ "Eu te amo. Você me ama?".
Resposta: "Amo". Seria simples. E foram felizes para o resto da vida!
Todavia, quando tal diálogo acontece e duas pessoas percebem que se amam, a dúvida e a confussão não terminam.
Começam!

"AMAR QUASE SEMPRE ATRAPALHA A SABEDORIA DO AMOR.
PORQUE AMAR É UM ESTADO DE NECESSIDADE ATENDIDA, DE CARÊNCIA COMPENSADA, DE DOAÇÃO EXERCIDA, DE ENTREGA SALVADORA. É INTENSO DEMAIS PARA PODER COABITAR COM A SABEDORIA DO AMOR."

(Artur da Távola)

E vocês... em qual destes dilemas se vêem?

Nenhum comentário:

Postar um comentário