Aviso aos navegantes:

"Aqui a casa é ventilada, o coração é quente e as vontades têm a temperatura exata para os sonhos."
Fique à vontade, leve um pouco de mim, deixe um pouco de você. Comente!

Tua hoje..

CARTA

(...)


Quanto a mim, dentro da minha rotina, tudo de mais imprevisível acontece sempre. Sou muito intensa na vida e percebo que eu movimento tudo ao meu redor porque vou ao encontro das surpresas, do novo, dos acontecimentos. Não tenho medo de experimentar.

Estava agora refletindo sobre isto: sobre a forma como as pessoas conduzem suas vidas e de como se permitem ou não experienciar, como julgam sem se preocupar em ver o outro feliz. Eu não passo por olhares de julgamento porque não os percebo. A cada dia sinto que meu coração tem um espaço maior, que meus horizontes são mais amplos, que minhas ideias e opiniões mudam o tempo todo e que nada do que é convencional me seduz tanto quanto o que é original, autêntico. Estava pensando sobre como me sinto feliz comigo, com esta consciência da minha existência no mundo, com a possibilidade de compartilhar riquezas e fragilidades com as pessoas.

Eu te leio e vejo tanta coisa que compreendo. E vejo que você me compreende também. Hoje, por exemplo, chove e faz frio. Estou em casa vendo filmes, fazendo comida, arrumando os livros e nunca estive tão feliz. Como nunca estive tão feliz ontem no trabalho ou almoçando com um amigo. Despertando uma paixão aqui, sendo rejeitada ou amada, enfim... vivendo com totalidade e sem dramatizar o que não é fácil, mas pode ser tornado simples. A SIMPLICIDADE, salva o coração de qualquer pessoa. E como eu tenho sido boa para mim! E como nós precisamos seguir nosso coração e sintonizá-lo com a nossa inteligência. E acreditar no melhor, mas estar preparado também para as dificuldades.

Eu só sei que tudo passa muito rápido e que a vontade de te ver novamente empurra o tempo para longe, mas que quando nos reencontrarmos será como se nunca tivéssemos nos separado. E aí, teremos também uma nova e linda paisagem nesta intensa viagem para dentro de nós dois. Talvez, um dos mergulhos mais bonitos.

Tua... hoje.

Marla de Queiroz

Nenhum comentário:

Postar um comentário