Aviso aos navegantes:

"Aqui a casa é ventilada, o coração é quente e as vontades têm a temperatura exata para os sonhos."
Fique à vontade, leve um pouco de mim, deixe um pouco de você. Comente!

SIMPLES DEVANEIOS ... de Lia Luft

(...) O que escrevo aqui não são simples devaneios.
Sou uma mulher do meu tempo, e dele quero dar testemunho do jeito que posso: soltando minhas fantasias ou escrevendo sobre dor e perplexidade, contradição e grandeza; sobre doença e morte.
Lamentando a palavra na hora errada e o silêncio na hora em que teria sido melhor falar. escrevo continuamente sobre sermos responsáveis e inocentes em relação ao que nos acontece.
Somos autores de boa parte de nossas escolhas e omissões, 
audácia ou acomodação, nossa esperança e fraternidade ou nossa desconfiança. Sobretudo, devemos resolver como empregamos e saboreamos nosso tempo, que é afinal 
sempre o tempo presente.
Mas somos tão inocentes das fatalidades e dos acasos brutais que nos roubam amores, pessoas, saúde, emprego, segurança, ideais.
De modo que minha perspectiva do ser humano, de mim mesma,
é tão contraditória quanto, instigantemente, somos.
SOMOS TRANSIÇÃO, SOMOS PROCESSO.
E ISSO NOS PERTURBA."

(Lia Luft em Perdas e Ganhos)

Nenhum comentário:

Postar um comentário